[ editar artigo]

Saiba como escolher seu forno para pizza

Saiba como escolher seu forno para pizza

Na hora de montar uma cozinha de restaurante com equipamentos industriais, é normal que venham muitas dúvidas à cabeça. Não é fácil decidir qual é o melhor equipamento, o que possui maior eficiência e aquele que é o ideal para preparar pratos específicos.

Muitas vezes as dúvidas surgem pela grande variedade de produtos disponíveis no mercado. São diversos detalhes a serem analisados na hora da escolha. Esses questionamentos não são diferentes para a produção de pizzas.

O forno para pizza deve ser bem escolhido para atender a demanda do seu restaurante e, consequentemente, otimizar o trabalho, aumentando as vendas dos seus produtos. Neste texto vamos fornecer dicas para que você aprenda como escolher aquele que se adequa ao seu negócio.

TIPOS DE FORNOS MAIS UTILIZADOS EM PIZZARIAS

Quando se fala em forno para pizza, geralmente o primeiro formato que é lembrado é aquele a lenha do tipo iglu, com uma porta principal (onde são colocadas as pizzas) e uma saída pequena em seu topo, na forma de chaminé (para que a fumaça possa dissipar).

Mas essa não é a única opção disponível. Outras duas encontram destaque no mercado atual: fornos a lenha e elétricos. É importante analisar bem os modelos buscando por um equipamentoque tenha melhor desempenho e, principalmente, atenda as demandas do seu negócio. Confira as principais características a serem observadas:

  • assar pizzas com rapidez e uniformidade;
  • garantir o sabor do produto;
  • permitir agilidade no manuseio.

As pizzas não são um tipo de prato que os clientes costumam esperar horas para ser executado. Assim, é importante manter o fluxo e a rapidez no preparo. Isso é o que garante o sucesso de uma pizzaria.

Para entender melhor qual é o equipamento adequado para cada modalidade de negócio, vamos conhecer cada um dos tipos de fornos utilizados nos dias de hoje.

FORNO PARA PIZZA A LENHA

Trata-se do modelo mais encontrado em pizzarias tradicionais. Os materiais utilizados para a montagem podem ser pedra ou barro, ou ainda compostos mais sofisticados. Para que o forno atinja a temperatura ideal — geralmente entre 300°C e 400°C — as lenhas são adicionadas na parte traseira ou nas suas laterais.

Ao contrário do que muita gente acredita, as brasas que são geradas a partir da queima da madeira não assam diretamente a pizza. O formato iglu permite que o calor refletido nas paredes seja espalhado uniformemente dentro do forno. E é a partir desse calor que as pizzas são assadas.

Para quem aprecia massas, a fumaça gerada dá um sabor especial à pizza, deixando o produto com um aroma defumado. Essa é uma das vantagens da utilização de um forno a lenha no seu restaurante. A alteração do gosto e cheiro vai depender do material utilizado para assar as pizzas. O eucalipto é o mais usado no Brasil.

O manuseio do forno a lenha exige um trabalho extra. A instalação, por exemplo, pode ser dificultada e limitada de acordo com o tamanho do seu restaurante. Essa é uma das desvantagens. Além disso, tem a sujeira gerada por conta da fuligem e da fumaça, o que pode ser prejudicial ao meio ambiente e à saúde dos funcionários.

FORNO PARA PIZZA A GÁS

Existem diferentes tipos de fornos industriais a gás para pizza. Os modelos vêm aparecendo cada vez mais nos restaurantes em substituição à queima de madeira. Existem formatos diferentes e, geralmente, eles possuem uma vantagem: dispensam montagem e construção e já chegam prontos para uso.

MODELO TRADICIONAL

Esse modelo é utilizado para produção em maior escala, possuindo capacidade de assar mais pizzas simultaneamente. A chama do gás é facilmente regulável, podendo haver previsão de tempo gasto para a entrega das pizzas, o que ajuda no fluxo de vendas. Além disso, os modelos industriais geralmente têm contrato de garantia e manutenção contra defeitos de fábrica.

MODELO INDIVIDUAL

O forno a gás individual é uma versão portátil dos fornos para pizzas tradicionais. Ele produz até 30 pizzas por hora e atinge até 550ºC de temperatura.

MODELO ESTEIRA

Essa é uma ótima opção para pizzarias delivery, pois tem alta produtividade e baixo consumo. O forno de esteira é capaz de assar até 60 pizzas por hora a uma temperatura de 350°C.

MODELO IGLU

Nesse caso, o gás é utilizado em substituição à lenha em um forno de alvenaria. Sua produção pode ser até 40% maior que a do forno a lenha e há mais praticidade, pois não é necessário haver preocupações com o abastecimento de madeira e com a limpeza. Sua temperatura pode chegar em até 500°C.

FORNO PARA PIZZA ELÉTRICO

O forno elétrico é muito utilizado nos restaurantes para diversos fins. Além da produção de pizza, ele é muito eficiente, por exemplo, no preparo de pães e doces. Em geral, ele ajuda a aumentar a produtividade do negócio, pois, a depender do modelo escolhido, é capaz de assar mais pizzas por fornada.

MODELO TRADICIONAL

Esse modelo é bastante conhecido, sendo que há uma porta na qual são colocados os pratos. Nas pizzarias, apresenta uma grande vantagem: ele é mais preciso no controle da temperatura, possuindo um termômetro externo, o que gera uniformidade de cocção. A temperatura ideal também pode ser atingida mais facilmente.

Dependendo do formato escolhido, é possível produzir mais que 100 pizzas por hora. Seus modelos mais sofisticados possuem pedra refratária que armazena o calor obtendo maior uniformidade ao assar as pizzas.

MODELO ESTEIRA

Um modelo peculiar desse tipo de forno é aquele que utiliza uma esteira por onde a pizza vai passar e ser aquecida, assim como acontece no forno a gás que possui esse mecanismo. Porém, sua principal diferença está no controle da temperatura. Com o forno elétrico você consegue atingir a temperatura ideal mais facilmente, o que vai melhorar o fluxo de produção.

FAÇA UM PLANEJAMENTO FÍSICO DO SEU RESTAURANTE

Depois que você conheceu os tipos de fornos que podem ser utilizados para a produção de pizza, é hora de planejar qual será o mais adequado para o seu negócio. Para isso, separamos alguns pontos que devem ser levados em consideração:

  • o espaço do seu restaurante;
  • o treinamento dos funcionários;
  • o fornecimento da matéria prima;
  • a portabilidade dos equipamentos;
  • a disponibilidade de investimento.

Após fazer o planejamento detalhado de cada forno para pizza e avaliar as condições do seu restaurante, pense também nos objetivos a longo prazo. É importante levar em consideração o aumento da produtividade do seu negócio e o potencial de crescimento.

Se quer entender qual é o equipamento que mais combina com a estrutura do seu restaurante, deixe uma mensagem! 

Fonte: 

https://www.castellmaq.com.br

GuruDaPizzaria
Ler matéria completa
Indicados para você